Campanha traz sensações vermelhas para público no Nordeste

campari_image001

Campari lança plataforma de experiências sensoriais no Nordeste em projeto que traz instalações de Luiz Martins, obras de coletivos nacionais e shows com Mariana Aydar e Karina Buhr, no Recife e em Fortaleza.  Na capital pernambucana, a ação tomará conta da histórica Usina Dois Irmãos, na próxima quarta (dia 30 de novembro), numa grande comemoração com um show exclusivo de Mariana Aydar e dos DJs Allana Marques e Bruno Cesar.
Icônica marca italiana apresenta ocupações imersivas com Campari Red Experience. Com o objetivo de promover novas experiências por meio da arte dando vida ao seu sabor intrigante, Campari apresenta uma nova plataforma sensorial, o Campari Red Experience. A partir de novembro, a icônica bebida vermelha traz para diversas cidades brasileiras ocupações imersivas e interativas que usam a arte como um gatilho para promover experiências sensoriais únicas e intrigantes.

Para abrir o projeto, duas capitais nordestinas foram escolhidas, Recife e Fortaleza. A convite de Campari, o artista Luiz Martins, que já expôs na Itália Polônia, Áustria, Lituânia e Venezuela e em cidades brasileiras como São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro, cria uma obra interativa pela qual o público terá uma verdadeira imersão na arte por meio de experiências sensoriais. Com curadoria artística assinada pelo pesquisador e professor doutor Roberto Bertani, o evento contará ainda com uma exposição de obras do projeto Desvenda.

Recife ganhará ainda uma intervenção urbana do artista Ronaldo Câmara, com sua obra Serpentina, que permanecerá na cidade de 23 de novembro a 10 de dezembro no Parque Dona Lindú.

Já no dia 9 de dezembro, o Campari Red Experience chega ao Terminal Marítimo de Fortaleza e, além de ocupar o espaço com instalações sensoriais de Martins e outros artistas locais, traz um grande show de Karina Buhr. A noite continua com as pick-ups comandadas pelo DJ Thiago Camargo. A jornada da plataforma segue em 2017 com novidades e outras atrações.

A proposta tem a intenção de trazer experiências nunca sentidas tanto para Recife quanto para Fortaleza. Para isso, foi realizado um mapeamento dos artistas locais com o intuito de mostrar diferentes mídias, meios e técnicas da arte contemporânea a fim de proporcionar novas experiências. “Trazemos algo inédito para o público, que terá todos os seus sentidos trabalhados, assim como Campari desperta algo intrigante”, explica Bertani.

Para Marina Santos, diretora de marketing do Gruppo Campari Brasil, a inspiração para o projeto veio da própria bebida que tem um intrigante sabor bittersweet e uma cor vermelha. “Desafiamos os artistas a repensar o espaço para a arte, levando em consideração as características únicas de Campari para traduzi-las em múltiplos formatos e mídias nas quais as pessoas pudessem ter uma experiência sensorial única e intrigante”, explica.

Campari Red Experience une um clássico da coquetelaria a artistas de vanguarda brasileiros. A arte está no DNA da marca. Há mais de 150 anos, ela sempre esteve presente em parcerias históricas com artistas como Leonetto Cappiello, Fortunato Depero, Carlo Fisanotti, Vanessa Beecroft e Tobias Rehberger. Mais recentemente, em 2010, foi criada na sede em Milão, na Itália, a Galleria Campari que exibe toda essa trajetória.

Sensações vermelhas é  o foco da investida sem entrar muito em detalhes de como será sua obra. Luiz Martins adianta que está ansioso para ver a resposta das pessoas. “Os convidados podem esperar muito vermelho. Estamos construindo um labirinto de sensações que percorre todos os sentidos humanos”, diz o artista que encabeça o projeto na região. Escultor, pintor e gravador, Luiz tem o homem e a sua evolução como objeto de pesquisa para as suas obras.

Considerado um dos novos expoentes da arte contemporânea brasileira, Martins vai apresentar uma grande imersão com videoinstalações, espelhos, bolas, sons, luzes, poemas e outros elementos, que estarão inseridos em diferentes ambientes. “Para esta obra, trago uma reflexão mais lúdica, com volumetria e movimento”, fala.

Além disso, integrantes do Desvenda, um projeto itinerante que reúne mais de 280 artistas de todo o Brasil, trará grandes nomes regionais para cada uma das cidades. Idealizado por Rodrigo Lourenço – que também assina a curadoria local –, o projeto busca incentivar a economia criativa. Em Recife, artistas como Lia Letícia, Bruno Vilella, Carlos Fadon Vicente, Fernando Augusto e Beth da Matta já estão confirmados. Na capital cearense, o público também poderá conferir grandes nomes locais.

Ronaldo Câmara no Recife – O elemento criado pelo artista especialmente para o Campari Red Experience chamado Serpente remete a uma grande pincelada contínua que se desenha pelo espaço interagindo com as pessoas em movimentos suaves e retorcidos. “Uma linha vermelha ao vento criando túneis e ondulações que brincam com o olhar. Lembra também uma serpentina que se retorce em frequências diversas”, explica o curador Roberto Bertani.

O evento é aberto ao público. Para participar os interessados devem se cadastrar no site www.campari.com/redexperience ou mandar um e-mail para redexperience@campari.com.

Para saber mais sobre todas as novidades de Campari Red Experience acesse as redes sociais e a hashtag #CampariRedExperience
www.facebook.com/CampariBrasil/
www.instagram.com/camparibrasil/

Arte: um DNA Campari
Em 1920, com a disseminação de coquetéis clássicos, como o Americano e o Negroni, grandes artistas começam a trabalhar com a Campari, marcando o início da ligação da marca com o mundo da arte. Leonetto Cappiello cria o famoso Spiritello, que traz um homem envolto em uma casca de laranja. Já na década de 30 é a vez da arte geométrica e futurista de Fortunato Depero com peças inspiradas em um mundo fantástico.

Em meados do século XX, o artista Carlo Fisanotti dá novos ares para a Campari, e em 1960 Bruno Munari desenha o famoso pôster “Declinazione grafica del nome Campari” (Declinação gráfica do nome Campari) para a abertura da primeira linha de metrô de Milão. Atualmente, a obra integra a exposição permanente do MoMa de Nova York.

Já em 1985, Campari assina com o grande diretor de cinema Federico Fellini, que dirigiu o primeiro comercial curta-metragem para o mercado italiano. Desde então, famosos atores e diretores passaram pelas peças publicitárias da marca.

Para celebrar seu 150º aniversário, Campari convida em 2010 o coletivo de arte AVAF (Assume Vivid Astro Focus) e os artistas internacionais Vanessa Beecroft e Tobias Rehberger para criar três rótulos comemorativos em edição limitada. Nasce o projeto Art Label Campari, que até hoje traz todo ano rótulos assinados por artistas em edições especiais. No mesmo ano é criada a Galleria Campari em Sesto San Giovani, onde fica a sede da marca em Milão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s